Notícias

Feiras e Eventos

Galiforest vai realizar-se entre 23 e 25 de junho de 2022

17/05/2021

O evidente crescimento que a Feira florestal Galiforest denotou em 2018 levou o Comité Organizador a repensar a sua organização este ano e a decisão está tomada: após uma videoconferência realizada com um grande número de empresas e outras entidades ligadas ao setor florestal, o certame foi adiado para 2022 - recorde-se que tinha sido inicialmente adiado para julho deste ano (dias 8 a 10) em virtude do impacto da pandemia em 2020 -, estando agora previsto para ocorrer entre 23 a 25 de junho de 2022.

Numa videoconferência que contou ainda com a presença de José Ignacio Lema Piñeiro, Diretor da Agência Galega da Indústria Florestal (XERA), e Ramón Lamelo Otero, Chefe da área de promoção da Agência Galega da Qualidade Alimentar (AGACAL), o Comité Organizador da Galiforest avaliou vários aspectos relacionados com o actual momento em que a Espanha atravessa devido à Covid-19 - a Feira terá lugar em Santiago de Compostela - e, face também à insegurança manifestada por várias empresas presentes na reunião online, a decisão foi tomada de forma unânime.

Algumas das empresas queixaram-se das dificuldades sentidas em relação ao acesso às matérias-primas - um tema já abordado no site de Abolsamia há algumas semanas -, o que limitaria a apresentação de determinado tipo de máquinas no evento. Por este e outros motivos, o Comité Organizador da Galiforest resolveu retomar o candário-base do evento: realizar-se em anos pares e durante os meses de junho ou julho. 

Nessa altura, tanto a organização como as empresas que vão marcar presença no certamente esperam que todos os problemas mencionados já tenham sido ultrapassados, de forma a que a Galiforest possa manter o ritmo de crescimento exponenciado em 2018, nomeadamente nos seguintes aspectos:

  • Participação de 254 empresas em exposição, maior número de sempre e com aumento de 40% em relação à edição anterior;
  • Existência de 76 Expositores diretos, revelando um crescimento de 33% em relação à edição anterior;

Quanto aos Expositores diretos, triplicou a presença de empresas estrangeiras, o que levou o Ministério da Indústria, Comércio e Turismo de Espanha a conceder ao certame o selo de Internacional para efeitos aduaneiros.

 

Pesquisa

Vídeos mais vistos