Notícias

ESPECIAL

“Temos o que é preciso”

10/11/2021

Nuno Nunes, 45 anos, é o diretor geral e comercial da NCN, acompanhado na gestão da empresa pela esposa, Carla Salvado, Diretora Financeira e de Recursos Humanos. Ambos são naturais da Cova da Beira, Fundão, e foram os próprios que nos guiaram às origens do negócio. “A empresa foi constituída em agosto de do ano 2000. A atividade centrava-se nas peças de automóveis, no Fundão”, começou por explicar Nuno Nunes. “O negócio foi crescendo e, em 2003, fizemos uma parceria com a Iveco Portugal para veículos semi-novos. Em 2006 tornámo-nos representantes autorizados para o distrito de Castelo Branco e, em 2016, foi-nos proposto pelo diretor geral da Iveco em Portugal que ficássemos também com a representação da marca no Ribatejo. Assim, desde essa altura que a NCN é o representante Iveco para os distritos de Castelo Branco, Portalegre e Santarém. Vir para o Ribatejo, à data, foi um passo gigantesco, passámos a estar a 190 km de casa”, partilhou.
A empresa, de origem familiar, emprega aproximadamente 30 pessoas e conta com instalações no Fundão e em Santarém, ambas com departamento comercial e pós-venda.

Desafio New Holland
“Era uma vontade que tínhamos há algum tempo”, começou por explicar o diretor geral da NCN. “O Grupo CNH Industrial engloba tanto a Iveco como a New Holland – são marcas “irmãs”, por isso, é uma marca que sempre esteve presente. Para nós, o projeto da New Holland é muito interessante. Trata-se de uma marca líder de mercado, com uma extensa gama de produto e, tal como a Iveco, é uma marca de paixão”.

Ribatejo, a Champions
Para uma empresa, entrar num novo ramo de atividade já é desafiante. Entrar diretamente para um contexto ultra-competitivo como o mercado agrícola ribatejano é talvez semelhante a disputar a Champions para um clube de futebol. Estará a NCN preparada? Nuno Nunes não tem dúvidas. “É um grande desafio, mas pela experiência que temos na nossa atividade com a Iveco pensamos ter o que é preciso. Somos parceiros do cliente. A nossa estratégia baseia-se nas pessoas – de pessoas para pessoas. Vimos do Interior, de um meio mais pequeno, onde toda a gente se conhece, e onde as relações são de proximidade. No Ribatejo procuramos o mesmo.”

Segredo do sucesso: Pós-venda
“Entendi rapidamente que o que vai ditar as regras do jogo é o pós-venda. É esse o segredo para o sucesso”, disse o diretor geral. “Assim, apostámos em pessoas com competência e constituímos uma equipa “nova” na NCN mas experiente no ramo agrícola. Neste momento, temos sete pessoas dedicadas ao nosso setor agrícola. Contratámos um chefe de oficina experiente, uma pessoa conceituada da região e o nosso responsável de peças agrícolas é talvez a pessoa mais conhecedora do setor a nível nacional”, completou.

 

- Leia mais -

Pesquisa

Vídeos mais vistos