Notícias

Floresta

Mercado sueco de forwarders recua 26%

23/03/2022

Oregisto de forwarders novos na Suécia é um dos indicadores de referência de mercado, a nível mundial, para este tipo de máquina. De acordo com a Transportstyrelsen, a Agência Sueca de Transportes, em 2021 foram registados naquele país 332 forwarders novos, o que representa uma contração do mercado de 26% face ao ano anterior. Em 2020 foram registadas 451 unidades.

Quando olhamos para o mercado num período de 10 anos, os registos apontam para uma média de 320 forwarders vendidos por ano. A explicação para 2020 ter sido um ano com vendas acima da média na Suécia deveu-se a uma diminuição da procura a nível mundial. Henrik Johansson, diretor da John Deere Forestry na Suécia, explicou à revista Forestry que essa menor pressão dos mercados mundiais abriu espaço para as marcas darem maior resposta às encomendas neste mercado nórdico.

Em 2021, a tendência inverteu-se, com os mercados da Rússia, América do Norte, América do Sul e Ásia a solicitarem máquinas em maior número e sem que as marcas conseguissem dar resposta num curto prazo. Tal como noutras áreas da indústria, os fabricantes têm-se deparado com a falta de componentes, com máquinas praticamente prontas estacionadas a aguardarem alguns detalhes em falta. Mas uma vez que esteja ultrapassado este constrangimento, se a procura se mantiver alta, outro fator limitante será a capacidade de produção.

Carl-Henrik Hammar, diretor da Ponsse na Suécia, referiu que a fábrica da marca na Finlândia está a funcionar à sua capacidade máxima e que as encomendas feitas no início de 2022 só serão entregues em 2023. A Suécia é o mercado de referência no segmento dos forwarders, não só porque no país este tipo de máquina é sujeita a registo, o que permite disponibilizar as estatísticas anualmente, mas também porque esses números tendem a ser representativos das vendas a nível mundial.

 

- Leia mais -

Pesquisa

Vídeos mais vistos