Notícias

Produto

1ª máquina de vindimar New Holland entregue no Dão

15/11/2021

Na cerimónia de entrega da máquina, Joaquim Carvalho contou a história que o levou até à compra da mesma. “Foi com apenas 12 anos de idade, em 1986, que comecei a trabalhar a terra e já nessa altura a vinha era a principal atividade agrícola da casa onde prestava o meu serviço. O trabalho nessa época era essencialmente manual, de muito esforço físico e de dias muito longos, pois trabalhávamos desde o nascer do Sol até ao anoitecer. Apesar de tudo isso, foi desde essa altura que o gosto de trabalhar a terra apareceu e até hoje permanece. Em 1994 tentei procurar uma atividade em que a remuneração fosse mais alta para conseguir ter uma vida melhor. Fui para Espanha trabalhar na área da construção civil, onde permaneci três anos.

Em 1997, a pessoa que muito me ensinou, o meu padrinho, Manuel Barbosa, faleceu. A pedido da sua família, regressei a Portugal e entreguei-me a cultivar as suas vinhas e pomares, onde antes já tinha trabalhado. Numa fase em que o trabalho já se encontrava de uma forma mecanizada, e com a ajuda dos meus patrões na altura, que me permitiram utilizar as máquinas, foi possível conciliar as tarefas do emprego com o cultivo de algumas vinhas que arrendei. E foi assim que comecei, com muito trabalho, dedicação, apoio da família e de amigos, que são como família, e que consegui evoluir.

Ao longo destes anos adquiri as minhas próprias vinhas, tratores e diversas alfaias, de forma a minimizar as despesas e o esforço físico. A mais recente aquisição é uma máquina de vindimar. Cultivo neste momento 32 hectares de vinha, alguns próprios e outros arrendados. Sinto-me realizado, pois apesar de muito trabalho, faço-o com o maior gosto e dedicação procurando sempre evoluir, fazer mais e melhor!”, contou.

A Braud 8030L destaca-se pelo sistema de sacudimento SDC com fixação flexível da haste traseira e engate dianteiro rápido, que sacode e separa as uvas suavemente. O sistema de godés NORIA proporciona o maior respeito pela vinha e pelas uvas colhidas. O chassis é compacto, e a tremonha, em aço inoxidável, tem capacidade para 2800 litros. O motor é um FPT NEF de 128 cv.

Com uma filial em Viseu há já cinco anos, a Auto Agrícola Sobralense conta com uma vasta experiência em máquinas para a vinha adquirida na “casa mãe”, situada em Sobral de Monte Agraço, na região Oeste. A venda da primeira automotriz para a região do Dão é, ainda assim, “um momento emblemático para a história da empresa”, referiu fonte oficial da Auto Agrícola Sobralense.

Pesquisa

Vídeos mais vistos