Notícias

Entrevista

“Temos uma gama ótima para um futuro de automação da agricultura”

23/03/2022

O responsável pela filial portuguesa, Pedro Vilas-Boas, recebeu-nos no stand da empresa na EMAF -Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos e Serviços para a Indústria, realizada na Exponor no passado mês de dezembro, para uma entrevista.
 

Apesar de ser um facto desconhecido para a maioria dos agricultores, a igus equipa muitos dos fabricantes de alfaias e tratores no mundo. Em poucas palavras, o que faz a igus?
A igus dedica-se ao fabrico de polímeros especiais, ou seja, componentes para aplicações que tenham movimento, os chamados motion plastics. Estes polímeros destacam-se por terem incorporados lubrificantes sólidos que permitem a eliminação da necessidade de lubrificação adicional (através de massa ou óleo). Esta é a grande inovação que a igus aporta aos seus clientes, a que se junta a redução de custos.
 

E onde está localizada a unidade de fabrico?
A fabricação e injeção de plástico é toda realizada em Colónia, na Alemanha, existindo ainda pequenas unidades de produção espalhadas pelo mundo que se dedicam apenas a pequenos subcomponentes.
 

Portanto, mantém-se na cidade onde nasceu...
Sim, é verdade. No entanto, são já muitas mais as filiais da empresa, por exemplo, a igus Portugal que existe no nosso país há vinte e dois anos. Neste momento somos uma equipa de dezoito pessoas, a maioria engenheiros mecânicos que têm como função prestar suporte técnico aos nossos clientes portugueses e encontrar soluções. Esta é, a par dos nossos produtos, a nossa maior mais-valia: o apoio técnico que prestamos. Este é um apoio que prestamos de forma gratuita aos nossos clientes.
 

Em que setores da indústria podemos encontrar componentes da igus no nosso país?
Trabalhamos para todos os setores da indústria, desde a agrícola, passando pela automóvel , portuária, siderúrgica, ou mobilização de cargas. Ao nível dos fabricantes de máquinas agrícolas em Portugal trabalhamos com alguns dos maiores, e são verdadeiras referências para nós. O mesmo se passa na indústria automóvel. A par dos polímeros, a igus também conta na sua gama com algumas soluções robóticas.
 


 

Podem ter uma aplicação agrícola, nomeadamente para fabricantes nacionais?
Nos robots, a igus tem já uma oferta utilizada na agricultura, nomeadamente para tarefas de pick and place - na apanha de fruta ou hortícolas. Também em aplicações de rega automática temos alguns equipamentos em trabalho.
Portugal tem um imenso potencial na parte agrícola, nomeadamente no que se refere à vinha, e os robots serão essenciais no futuro para contribuir para a automatização da agricultura.  A igus será um excelente parceiro de quem se procure afirmar neste setor. Temos uma gama de produto com enormes vantagens, desde os polímeros sem necessidade de lubrificação, com custo de utilização mais baixo, anti corrosão, e mais leves, até aos robots. É preciso destacar que os nossos polímeros se adaptam muito bem a ambientes de trabalho com muita sujidade, desde terra até produtos químicos. Temos uma gama ótima para um futuro de automação da agricultura.
 

2020, 2021 e, tudo indica, 2022, ficam marcados por grandes dificuldades no fornecimento e entrega de matérias primas e produtos. Como é que a igus tem enfrentado este fenómeno?
A empresa estava muito bem preparada para a crise porque há já vários anos que vinha armazenando uma grande quantidade de matéria-prima. Por isso, temos os nossos armazéns cheios. A par disto, somos “clientes prioritários” para as maiores fabricantes de polímeros do mundo. Não prevemos qualquer tipo de atrasos neste tipo de produto, que é o utilizado maioritariamente pelos clientes agrícolas. Não temos armazém em Portugal porque trabalhamos diretamente com Colónia, mas conseguimos ter os tempos de entrega das transportadoras. Para lhe dar um exemplo, não é raro uma encomenda ser feita em Portugal às 18 horas de um dia e estar no cliente às 9h do dia seguinte.
 

Quais são as prioridades da empresa a breve prazo?
Hoje em dia existe uma preocupação crescente com o aumento tecnológico dos equipamentos e essa é também a nossa preocupação, encontrar componentes mais económicos, tecnologicamente mais evoluídos, com custos menores, com maior durabilidade. Queremos encontrar soluções adaptadas ao cliente – temos muitos configuradores disponíveis na nossa página na internet que permitem que os produtos sejam configurados rapidamente. Podem ser encomendados facilmente na mesma plataforma online, e queremos também entregá-los de forma rápida.

 

- Leia mais -

Pesquisa

Vídeos mais vistos