Notícias

Mercados

Motivação de 2021 ajuda a enfrentar 2022

23/07/2022

Grupo SDF atinge números financeiros históricos em 2021

O Conselho Fiscal do Grupo SDF (Same Deutz-Fahr) aprovou os resultados consolidados do exercício de 2021 e os registos vêm provar um crescimento assinalável em relação ao ano anterior, com a obtenção de alguns números recorde. Desde logo nas receitas, as quais ascenderam aos 1.481 milhões de euros, o que significa um crescimento de 29% em relação a 2020 (1.146 milhões de euros) - um ano que foi afetado pelo encerramento prolongado da sede de Treviglio devido à pandemia de Covid-19 - e de 17% em relação a 2019, ano pré-pandemia. Mas também o EBITDA (lucro antes de impostos) e o lucro líquido deram agora aos responsáveis do Grupo SDF razões para celebrar: o primeiro aumentou para 159M€ - mais 10,8% em relação a 2020 - e o segundo chegou aos 62,6M€, equivalente a um crescimento de 4,2%, superior a 2020 (3,4%) e 2019 (3,5%). Nota ainda para a redução de dívida global da empresa: foram abatidos 55M€ (31%), situando-se agora a posição financeira líquida com uma dívida de 122 milhões de euros.

 

Recorde de tratores fabricados gera crescimento da faturação

O Grupo Argo Tractors (Landini e McCormick) não divulgou os resultados financeiros relativos a 2021 mas, na recente reunião com os concessionários de Espanha e Portugal realizada em maio, Simeone Morra, Corporate Business Manager da Argo Tractors, levantou um pouco o véu em relação a este tema. Em 2021, “a faturação foi de 573 milhões de euros, o que significou uma melhoria de 33,5% em relação ao ano anterior, devido ao recorde de 15 mil tratores fabricados pelo grupo, pese embora as dificuldades sentidas na cadeia de abastecimento aos clientes.” Em consonância com este dado, Andrés Moradas, diretor-geral da Argo Tractors Ibérica, salientou o crescimento da marca McCormick na Península Ibérica, onde foram registadas 1.009 matriculações em 2021 - +7% do que em 2020 – com uma faturação de 45 milhões de euros (mais 14,6% do que no ano anterior).

 

Faturação de 10,9€ mil milhões com lucro líquido a subir 22%

A BKT fechou o ano fiscal de 2021/22 – 1 de abril de 2021 a 31 de março de 2022 – “com uma faturação consolidada de 10,9 mil milhões de euros e lucro líquido consolidado de 1,8 mil milhões de euros, mais 22% do que no ano anterior”, segundo diz o comunicado enviado pela fabricante mundial de pneus com sede em Bombaim, Índia. Em relação à faturação, registou-se um aumento de 46,6% em relação ao ano anterior, quando esta se situou nos 7,5 mil milhões de euros aproximadamente. Arvind Poddar, Presidente e Diretor-Geral da Balkrishna Industries Limited, congratulou-se com os resultados: “O nosso desempenho fortaleceu a estratégia de sermos mais ágeis para com os clientes. Apesar dos desafios que temos enfrentado, como a segunda onda do Covid ou a nova situação geopolítica, trabalhámos incansavelmente para atender às necessidades dos nossos clientes.”

 

Crescimento no volume de negócios orgulha presidente

A Faresin Industries que projeta, fabrica e comercializa carregadores telescópicos para uso agrícola e industrial, entre outros equipamentos, apresentou resultados financeiros capazes de orgulhar o seu presidente. “Estamos muito satisfeitos com o nosso 2021 pois confirmámos a tendência de desenvolvimento e crescimento dos últimos anos com +17,9% no volume de negócios e +27,6% no EBITDA (lucro antes de impostos). O lucro líquido também cresceu: +12,2% em relação a 2020. Estou orgulhoso”, explicou Sante Faresin, acrescentando: “É um resultado importante até por ter sido alcançado num ano mais difícil do que 2020. Houve vários problemas estruturais que desencadearam uma crise na cadeia de abastecimento e afetaram 2021, tornando o cenário económico muito imprevisível para 2022.” Em 2021, a empresa sediada na província de Veneza registou ainda um aumento de 18,2% de máquinas vendidas em relação a 2020.

 

2º trimestre: lucro líquido de 2 mil milhões de euros

Num comunicado enviado à imprensa, a John Deere anunciou “um resultado líquido de 2 mil milhões de euros no segundo trimestre que terminou a 1 de maio de 2022.” “Os resultados do segundo trimestre da Deere refletem a continuidade de uma forte procura, mesmo que enfrentemos pressões na cadeia de abastecimento que afetam níveis de produção e horários de entrega”, disse John C. May, presidente e diretor-executivo da John Deere, acrescentando: “No futuro, acreditamos que a procura de equipamentos continuará a beneficiar de indicadores positivos, apesar das questões de pressões inflacionistas que afetam os custos dos nossos clientes.” A Deere & Company prevê que o resultado líquido para o exercício de 2022 oscile entre 6,6 mil milhões e 7 mil milhões de euros. “Nos primeiros seis meses do ano, o resultado líquido atribuível à Deere & Company foi de 2,86 milhões de euros, contra 2,87 milhões no mesmo período de 2021. O volume de receitas de vendas subiu 11% para 12,7 mil milhões de euros no segundo trimestre de 2022 e 8% para 21,893 mil milhões no semestre”, diz o comunicado.

 

-ler-mais-

Pesquisa

Vídeos mais vistos