Notícias

Antigamente era assim...

Foi pela graça de um operário que se inventou a Vicon

05/12/2019

Hermanus Vissers, corria o ano de 1910, era um humilde trabalhador agrícola, natural de Nieuw-Vennep, um pequeno lugar do município de Haarlemmermeer, na Holanda do Norte, junto ao lago Harleem, que lhe deu o nome. Como toda a terra seca na Holanda, aquela também foi conquistada ao mar, no século XIX, e também como tudo o que é tomado acabou por ser aterrado para dar espaço aos homens. Assim que ali foi depositada a semente da Vicon, esta não tardou a germinar e rapidamente se tornaria famosa. Hoje, quase 110 anos depois, é uma das gigantes produtoras de equipamentos agrícolas.

Naturalmente, também, os holandeses eram dados à terra e ao seu cultivo, e Hermanus Vissers, no final da primeira década do sec. XX, muito fez por isso, e pelos seus compatriotas. E tanto que a Vicon não mais parou de granjear de invulgar popularidade, prestígio e reconhecimento pelo seu papel de inovação na agricultura. Uma marca que é representada em exclusivo para Portugal pela Expansão.

Mas a Vicon, acrónimo para Vissers Construction Nieuw-Vennep, ainda que obra de Hermanus, não é totalmente da graça do fundador, mas sim de um dos seus anónimos operários de então, que durante os difíceis anos da II Grande Guerra lhe indicou o nome, razão pela qual receberia como bónus um florim holandês.

 

Um empreendedor
Uma das primeiras a trilhar os caminhos da mecanização agrícola na Holanda, foi em Haarlemmermeer que Hermanus e a Vicon começaram a desenvolver o seu faro para a comercialização e construção de artefactos para a agricultura. De início comprou um distribuidor de fertilizante e um cortador de erva, ao mesmo tempo que vendia fertilizantes, batatas, sementes e cebolas para outros agricultores. Foi tão bem sucedido que chegou à feira de Utrecht, já no período do pós-Guerra, com uma versão melhorada do plantador de batata belga. O bom acolhimento fê-lo decidir-se pela produção de outras máquinas.

Pouco tempo levou até adquirir os direitos de uma invenção holandesa, um virador-juntador, de discos, tipo girassol. E tão rápido quanto o fez assim se apressaram vários homens de negócios a contactar a empresa para garantirem a exclusividade de distribuição da máquina aos seus clientes.

Em 1955, já o sucesso da Vicon fazia rebentar as suas costuras interiores, pelo que a empresa se mudou para novas instalações em Nieuw-Vennep, construindo de raiz novas instalações. As mesmas que hoje são ocupadas pelo Grupo Kverneland – de origem norueguesa, esta a comemorar 140 anos de atividade -, que em 1998 tomou o controlo acionista da Vicon. Em 2012, todo este conglomerado de empresas acabaria por ser tomado pelos japoneses da Kubota.

-ler-mais-

Pesquisa

Vídeos mais vistos