Notícias

Empresas

Fendt com perspectivas positivas para 2021

16/07/2021

Christoph Gröblinghoff, Presidente do Conselho de Administração da AGCO/Fendt, transmitiu uma visão positiva da situação atual na Fendt e na agricultura. Após as quedas que vinha apresentando até abril de 2020, a indústria tem vindo a recuperar continuamente até atingir a fase de pico de hoje.  “Podemos confirmar que o nosso setor não é fundamentalmente afetado pela pandemia. Com a procura nos mercados de tratores da Europa a crescer exponencialmente, esperamos vender 188.000 tratores este ano", estima Gröblinghoff. “Há um clima positivo e vontade de investir”, afirnou no decorrer do evento.

Recordamos que, em 2020, a Fendt produziu um total de 165.916 tractores, num ano em que a indústria teve dificuldade de acesso a materiais essenciais como o aço, os plásticos e os componentes eletrónicos, e em que teve de enfrentar um aumento no preço de transporte das mátérias-primas.  

10,6% de quota de mercado na Europa

Estes números trazem o mercado de tratores quase de volta aos níveis de 2012, que foi um ano record. Para 2021, Gröblinghoff espera uma recuperação no mercado europeu de tratores (excluindo a Turquia), prevendo que a quota de mercado na Europa se situe nos 10,6%." As vendas globais de tratores Fendt estão novamente em crescimento em relação ao ano anterior, com mais de 20.000 unidades previstas para serem produzidas”, referiu. 

Fendt com mais 300 funcionários em 2021

Em meados de 2021, a Fendt empregava cerca de 6.300 pessoas na Alemanha (Marktoberdorf, Asbach-Bäumenheim, Waldstetten, Feucht, Hohenmölsen e Wolfenbüttel), o que representa um acréscimo de 300 profissionais comparativamente com o mesmo período do ano anterior. Deste universo de trabalhadores, 4.148 trabalham na sede em Marktoberdorf.

Pesquisa e desenvolvimento com enfoque nos produtos digitais

“Empregamos aproximadamente 500 engenheiros que lidam com a maquinaria e em simultâneo com a digitalização”, afirma o CEO da Fendt.

Em abril de 2021, foi inaugurado o novo Centro de Desenvolvimento em Marktoberdorf, com 140 novas posições nas áreas de eletrónica, software e digitalização, estando esta equipa a trabalhar naquilo a que Gröblinghoff se refere como o futuro digital da agricultura.

Estimativa de crescimento para a restante gama de produtos

Para lá dos tractores, a Fendt estima vender 30 telescópicos Fendt Cargo, 3730 alfaias da linha forrageira, 270 reboques autocarregadores, 1050 enfardadeiras de fardos redondos, 125 enfardadeiras de fardos quadrados, 35 automotrizes Katana, e 100 semeadores Momentum (sobretudo no continente americano). Deve registar-se ainda um ligeiro aumento nas vendas de pulverizadores rebocados e automotrizes, bem como de ceifeiras-debulhadoras.

A par do aumento de vendas, a marca reforça o investimento na área de I&D. Este investimento apresenta uma tendência de crescimento consistente nos últimos 5 anos, tendo passado de 62,6 milhões de euros em 2016 para 76,6 milhões de euros em 2020. Um novo reforço está previsto para este ano, com a Fendt a estimar o encerramento de 2021 com um investimento em I&D de 93 milhões de euros.

 

Aproveite a nossa promoção e assine a revista por apenas 20€.
Válida até 20 de julho 2021.

Pesquisa

Vídeos mais vistos