Notícias

Floresta

Fazer desbaste e enfardar os sobrantes

12/06/2021

Faz lembrar um canivete suíço, e é mesmo assim, com todos os acessórios a trabalharem em simultâneo. De acordo com a publicação alemã Forst Praxis, o projeto resulta de uma parceria entre a Sampo-Rosenlew, a Compia Industri, e a Universidade de Ciências Agrárias da Suécia (SLU), estando atualmente a ser construídas duas unidades de pré-série que devem ser exibidas em demonstração até ao final deste ano.


A máquina de base é um forwarder FR68 da finlandesa Sampo-Rosenlew, a que são adicionados alguns acessórios para utilização em simultâneo. O primeiro desses acessórios é uma cabeça processadora para cortar e agrupar pequenas árvores, resultantes de uma operação de primeiro desbaste. Esta cabeça está instalada numa grua telescópica e pode cortar árvores com diâmetro entre 7,5 e 15 cm à altura do peito. Logo que as pinças da cabeça processadora tenham um molho completo, este é cortado em partes de 5,5 metros e transferido, através de uma segunda grua, para uma enfardadeira que está instalada no compartimento de carga.


Esta enfardadeira faz a compactação dos molhos e, através de um processo rotativo, ata-os com corda e ejeta-os. A única tarefa que fica a cargo do operador é o manuseamento da cabeça de corte, com a parte restante do processo a ser feita de forma automatizada. O fowarder Cintoc faz ainda o registo GPS do local onde são colocados os molhos, para que não fiquem perdidos quando uma segunda máquina os venha recolher. Este projeto envolve um investimento de 20 milhões de euros, financiado a 25% pela UE e prevê uma meta muito ambiciosa: produzir anualmente 300 máquinas, destinadas sobretudo aos mercados nórdicos. A justificação para este apoio público é o contributo para um melhor aproveitamento da biomassa como substituto dos derivados do petróleo.

 

- Leia mais - 

 

Aproveite a nossa promoção e assine a revista por apenas 20€.
Válida até 15 de julho 2021.

Pesquisa

Vídeos mais vistos