Notícias

Produto

Faresin com nova linha Unifeed à descoberta na Tractorave

18/04/2020

Mais que uma descoberta da evolução de um produto tido como imprescindível numa exploração leiteira, uma situação de demonstração real da marca, com os técnicos da empresa fabricante, que explicam as caraterísticas dos equipamentos, as suas virtudes e a forma de se lhes aproveitar todo o rendimento é uma experiência inesquecível para a maioria dos agricultores, longe dos salões internacionais onde são expostas as novidades. A Faresin e a Tractorave proporcionaram a duas dezenas de clientes as melhores sensações para semelhante experiência. E aqueles não deram o tempo por mal empregue.

Especialista na construção de elevadores telescópicos para os setores agrícola e industrial, e no fabrico de unifeed e instrumentos para análise de rações do setor pecuário, a Faresin, fundada em 1973, exporta atualmente 90% da sua produção. Com a Tractorave já tem 13 anos de parceria de sucesso, empresa que, em unidades automotrizes, já entregou 60 daquelas máquinas, razão pela qual reclama valor acima de 50% de quota de mercado.

Com 97 modelos unifeed disponíveis, de cinco a 46 m3 de capacidade, às sete gamas juntou-se a linha PF (de Alimentação de Precisão), equipada com uma ou duas roscas sem-fim. Nestas gamas encontram-se também unifeed rebocáveis (Trainato PF, Rambo, Twinner, Master e Twister) e uma unidade fixa (Stazionario PF). A Leader PF, nas versões Ecomix e Ecomode, com 22 modelos de 11 a 33 m3 de capacidade, foi a gama em destaque na jornada de Vila do Conde.



A revolução 4.0
A quantidade de melhoramentos depositados na nova linha não se esgota nos dedos de uma só mão. São às dezenas. Em síntese, e por grupos: a cabine PF; a fresa no topo da eficiência; o canal de carga mais eficiente do mercado; o moinho que respeita a fibra e o comprimento constante; a geometria da cuba ao serviço da homogeneidade; o(s) sem-fim e a eficácia a baixo consumo; o motor (traseiro) de alto desempenho. Tudo isto numa versão compacta, com a garantia de extrema mobilidade, seja em 4x2, seja em 4x4 (até em modo caranguejo).

A “cereja no topo do bolo”, ainda que não tenha sido mostrada na demonstração em exploração leiteira – onde foi colocada à prova uma unidade Leader PF1.14 (cuba com uma rosca sem-fim, com 14 m3 de capacidade), na configuração Ecomix, propulsionada por motor de 170 cv –, mas uma característica que todos orgulha, da Faresin à Tractorave, é a tecnologia 4.0 que lhe está associada. A telemática, o controlo remoto, em suma, o sistema Farmatics, uma solução completa de hardware e gestão de dados que controlam a máquina, desde o local da exploração até à fábrica da Faresin, em Breganze (Itália), ou através do importador. Montado por opção, técnicos da marca poderão verificar (e alterar) os parâmetros do sofware de funcionamento e desempenho da máquina, de acordo com os desejos do utilizador.

Mistura homogénea
A homogeneidade da mistura foi outro dos ênfases colocados pelos técnicos da marca, ao destacarem o instrumento de análise PolispecNIR, posicionado na cuba de mistura, que indica quando o produto está pronto a ser distribuído, depois de terem sido verificados os parâmetros de cada componente, sejam a substância seca, a proteína, a fibra, o amido e a homogeneidade da própria mistura.

Para tal qualidade da mistura também contribui o sem-fim (um ou dois, consoante a versão PF1, ou PF2), agora com particular forma cónica no eixo central e do fecho superior, que elimina o risco de estagnação do produto, aumentando a salubridade da mistura.

Igualmente destacado, o moinho do canal de carga é ideal para misturar pequenas quantidades, com corte preciso e constante da fibra, reduzindo o tempo de trituração e o consumo de combustível. Tem dois sentidos de rotação, dois conjuntos de contrafacas reguláveis (16+32) e um rolo com largura de 800 mm e 128 facas reversíveis. A fresa pode funcionar a 150 rpm (farináceos), a 250 rpm (silagem), ou a 315 rpm (fibra), sendo de alto rendimento, com velocidade de carga até 10 m3 por minuto.


Tractorave em momento muito positivo

Edgar Vasconcelos e a sua equipa não perdem pitada da ação e do interesse dos seus clientes no desempenho do unifeed.
“A Faresin colocou a fasquia muito elevada com a introdução desta tecnologia e melhoramentos apresentados. A exploração onde nos encontramos, do nosso amigo António Balazeiro, consegue obter 42,8 Kg de média por vaca/dia, com 3,7 de matéria gorda, 3,25 de proteína e um índice de ruminação animal de 475, contribuindo para isso o unifeed Faresin Leader 22 que já leva 11 anos de trabalho”, diz Edgar, reforçando que aquele valor é encontrado com a seguinte fórmula: 34,5 Kg de silagem de milho, 1,5 Kg de palha e 6 Kg de concentrado/mix (complementado no robot de ordenha).

“Estamos muito satisfeitos e todos saímos a ganhar deste evento”, atira Edgar Vasconcelos, para quem a tecnologia 4.0 da Faresin parece ser a sua ‘menina dos olhos’: “A telemática, com a possibilidade de assistência remota, a partir da fábrica, ou do importador, que permite receber dados e intervir na máquina sempre que necessário, é um passo de gigante que a Faresin deu, pioneira nesta tecnologia.”

A Tractorave está em trajetória de crescimento, com um aumento de faturação na ordem dos 10% ao ano. “O serviço de pós-venda é uma das nossas mais-valias com um serviço profissional de intervenção imediata, o que leva à fidelização e à preferência pela parte dos nossos clientes. É um momento muito positivo”, rematou Edgar Vasconcelos.

 

-ler-mais-

Pesquisa

Publicidade


Vídeos mais vistos

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER
SIGA-NOS
Rua Nelson Pereira Neves, Lj 1 e 2
2670-338 Loures - Portugal
abolsamia@abolsamia.pt
T (+ 351) 219 830 130
abolsamia, 2020 © Todos os direitos reservados | Avisos Legais | Política de privacidade