Notícias

Debate em Vila Verde sobre acidentes com tratores e máquinas agrícolas

09/07/2019

A iniciativa conta com o apoio da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), GNR e Bombeiros Voluntários de Vila Verde e pretende discutir formas de prevenção de riscos inerentes à atividade, bem assim como os acidentes de trabalho, ainda a principal causa de morte no setor. Segundo o último relatório da sinistralidade com veículos agrícolas, os acidentes com aquelas máquinas provocaram, em 2018, 58 mortes, 87,9% dos quais envolvendo tratores agrícolas ou florestais.

A idade e a antiguidade

A maior parte dos acidentes com veículos agrícolas envolve homens com idade superior a 60 anos e acontecem em contexto de trabalho agrícola. “Portugal sempre teve uma sinistralidade muito elevada neste domínio e das várias causas que contribuem para este problema uma delas é a idade avançada dos nossos agricultores, a que se alia a necessidade das tarefas agrícolas terem de ser realizadas em intervalos reduzidos de tempo, agravando o cansaço físico”, afirma Isabel Santana, técnica da Confagri.

Tudo isto associado a um certo excesso de confiança, à falta de formação e também a um parque de tratores demasiado envelhecido, pois dos cerca de 180 mil tratores registados, mais de metade têm mais de 20 anos. Na prática, isto significa que não dispõem de estruturas de proteção, sejam elas arcos ou cabines, acessórios que se tornaram obrigatórios para os tratores matriculados após janeiro de 1994. Muitos dos acidentes ocorrem com viaturas desprovidas do “arco de Santo António”, uma estrutura fundamental para proteger o condutor do trator agrícola.

Existem características do terreno a potenciar estes acidentes. Em 2018, os distritos com mais acidentes foram Coimbra, Porto, Braga e Viseu, onde as pequenas parcelas levam a que os agricultores tentem explorar ao máximo cada pedaço de terreno livre, deixando vias de circulação mais estreitas que o recomendável para manobrar um trator, aumentando, assim, o risco de acidentes.

“Tendo em conta que os acidentes com tratores e máquinas agrícolas têm uma prevalência elevada e que a sua gravidade se mostra fatal numa grande percentagem das ocorrências no distrito de Braga, sentimos que é imperativo o alerta e a informação dos nossos associados quanto a esta temática”, refere o presidente da Caviver, José Manuel Pereira.

Pesquisa

Vídeos mais vistos

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER
SIGA-NOS
Rua Nelson Pereira Neves, Lj 1 e 2
2670-338 Loures - Portugal
abolsamia@abolsamia.pt
T (+ 351) 219 830 130
abolsamia, 2019 © Todos os direitos reservados | Avisos Legais | Política de privacidade