Notícias

Produto

Claas Arion 400 com atualizações e mais um modelo

04/03/2021

Na transição para a Fase V de emissões, aos seis Arion 400 pré-existentes junta-se o Arion 470 que vem encerrar a série no patamar dos 155 cv de potência máxima com boost.
A propulsão é assegurada por um motor FPT de 4 cilindros, com 4,5 litros de capacidade, que fornece um boost de +10 cv nos 4 modelos de maior potência. Cumpre agora os requisitos da Fase V, recorrendo a um sistema SCRoF (redução catalítica seletiva no filtro) + DOC. A série vai dos 90 cv (potência nominal) do Arion 410 aos 145 cv (potência nominal) do Arion 470.
Quanto à transmissão, são duas as opções: Quadrishift de 16 relações e Hexashift de 24 relações. Ambas oferecem ao operador um interessante leque de configuração, onde se inclui a passagem de relações em modo automático.

Uma das atualizações de maior relevo foi feita ao nível do hidráulico. A capacidade de elevação traseira passou dos 5750 para os 6250 kg, e é disponibilizada mais uma opção de bomba. Mantém-se o sistema de centro aberto com caudal de 60 ou 100 L/min, e o sistema de centro fechado com sensor de carga e caudal de 110 L/min. Mas nesta variante os clientes passam a poder optar por um caudal superior, de 150 L/min.
Muita das ferramentas tecnológicas presentes nas séries maiores das Claas podem ser incluídas nos Arion 400: compatibilidade ISOBUS, condução automática, sistema de gestão de cabeceiras (CSM), assistente de manobras de viragem (Auto Turn), entre outras.


Do ponto de vista estrutural, os modelos de entrada (Arion 410 e Arion 420) mantêm inalterada nos 8500 kg a carga máxima admissível. Mas nos restantes modelos este indicador é revisto e passa para os 9000 kg.

Na edição 125 da revista poderá conhecer mais detalhes acerca dos novos Claas Arion 400 Fase V. Fique atento!

Pesquisa

Vídeos mais vistos