Notícias

Produto

Landini 7-240 V-Shift - Capacitado para trabalhos exigentes

26/03/2021

O 7-240 V-Shift é o modelo mais potente fabricado pela Landini. Tal como os seus irmãos dentro da série, dispõe das mais evoluídas ferramentas para utilização profissional.
Este modelo esteve entre os finalistas ao prémio TOTY 2021 na categoria para Campo Aberto.
 
Série 7 V-Shift

Na variante de transmissão V-Shift, a série 7 é composta por quatro modelos: 7-200, 7-210, 7-230 e 7-240. A potência máxima com boost destes modelos é de, respetivamente, 190, 210, 225 e 240 cv. 

 

Motor FPT de 6,7 litros

Neste segmento, a Landini mantém a ligação à FPT e recorre ao comprovado bloco NEF de 6 cilindros e 6,7 litros de capacidade. 

Este motor tem um intervalo de manutenção aconselhado de 1200 horas e cumpre a norma da Fase V através de um sistema DOC+Hi-eSCR2.
O sistema de refrigeração é servido por uma ventoinha Viscotronic que contribui para reduzir o ruido e o consumo, minimiza a perda de potência e maximiza a performance de arrefecimento.  

Como já acontecia nas gerações anteriores, o motor surge encastrado num chassis, o que assegura menor vibração e maior robustez na operação com alfaias combinadas ou equipamentos pesados. 

Transmissão ZF

A transmissão de variação contínua V-Shift é fornecida à Landini pela ZF. Em configuração de 4 gamas, permite um intervalo de velocidade entre os 0,05 e os 59 km/h.
O patamar dos 50 km/h pode ser alcançado a um regime económico de 1680 rpm.
Uma inovação a nível de comandos é que o joystick EasyPilot passa a incluir cinco teclas configuráveis (My Functions) que têm um menu dedicado no monitor.

 

Sistema hidráulico
De tipo CCLS (centro fechado com sensor de carga) o sistema hidráulico permite uma elevação traseira de 9740 kg e uma elevação dianteira de 3500 kg.
A bomba standard fornece 123 L/min de fluxo mas o cliente pode optar por uma bomba de maior capacidade, capaz de fornecer 160 L/min de fluxo. Em ambos os casos, a direção é servida por um circuito independe de 44 L/min.
O sistema de gestão de cabeceiras faz parte do equipamento de base neste trator.

 

Conforto

O eixo dianteiro conta com suspensão hidráulica, com atuação independente em cada roda.
E para a suspensão da cabine existem duas possibilidades: mecânica ou hidráulica semi-ativa. O operador tem ao dispor três níveis de amortecimento, que pode selecionar conforme a sua preferência.
A nível da direção, a marca introduziu também desenvolvimentos, sendo agora possível fazer um ajuste infinitamente variável do rácio de viragem. Entre outras inovações, a direção possui um sistema de absorção de impactos e, quando o volante é libertado, faz um realinhamento automático tanto em avanço como em recuo.

 

Ambiente a bordo

No habitáculo, a coluna de direção recebe um comando elétrico para se fazer o ajuste em profundidade (aproximação ou distanciamento do condutor). A regulação em altura também foi aperfeiçoada, fazendo-se através de uma manete.
As atualizações abrangeram ainda o monitor DSM de 12”. A parte física mantém-se mas os menus foram revistos e oferecem um leque mais vasto de configuração de funções. 

 

Ajuste de pressão e telemetria

A Landini passa a disponibilizar como opção um sistema de controlo da pressão dos pneus (EazyGrip), ajustável a partir do terminal. Segundo os dados apresentados, a utilização da pressão correta pode contribuir para uma poupança de combustível até 12,5%.
A telemetria é um extra disponível para esta série, permitindo identificar em tempo real a localização do trator, programar a manutenção e consultar dados relativos a consumos e rendimento de trabalho.

 

- Leia mais -

Pesquisa

Vídeos mais vistos