Notícias

Espaços Verdes

Itália: Mercado de espaços verdes estabilizou em 2017

02/04/2018

Segundo dados da Comagarden/Morgan, o longo período de seca que se fez sentir o ano passado reduziu o crescimento de espaços verdes e prejudicou as vendas maquinaria tradicional de manutenção, especialmente cortadores, motosserras e roçadoras.

Ainda assim, o mercado deste tipo de equipamentos chegou ao final de 2017 com valores em linha com os do ano anterior. A associação de fabricantes Comagarden e o grupo de investigação Morgan recolheram dados que indicam a venda de 1,220,632 unidades de todos os tipos de maquinaria e equipamentos, dos automáticos aos manuais.

Percentualmente, o volume de vendas caiu 0,6% face às 1.227.484 unidades em 2016, muito graças à tendência do clima no ano passado, em que a precipitação esteve 30% abaixo da média histórica. Esta tendência levou a uma forte desaceleração do crescimento da vegetação, resultando na queda da procura por maquinaria. O resultado foi um declínio nos cortadores (4,5%), nas roçadoras (3%), nos aparadores (2,2%), nos biotrituradores (9%) e nas motosserras (1,5%).

Por outro lado, verificaram-se aumentos em tipos de maquinaria não associados à manutenção de massa vegetal, mas a usos variados, como tratores de jardim (7,3%) ou sopradores de folhas e aspiradores para limpeza e manutenção em áreas urbanas (15,9%).

Quanto a vendas unitárias, as motosserras obtiveram os valores mais altos (340,000 unidades), seguidas pelos cortadores (267,197) e pelas roçadoras (248,460).

Do mesmo modo que a falta de chuva teve um impacto sobre as vendas de máquinas de manutenção, a neve abundante em algumas áreas da Itália aumentou a procura por máquinas de limpeza de neve em 29,1%. Em 2017, venderam-se 5.195 unidades contra com 4.024 no ano anterior.

A Comagarden sublinha que o tempo irá condicionar o mercado ao longo de 2018 e que os períodos de frio durante os primeiros meses de abertura deste ano podem comprometer as operações de manutenção na primavera e, assim, diminuir a procura por máquinas.

Outra variável a considerar é a tendência económica geral. Se a recuperação vivida em 2017 continuar, pode vir a influenciar a compra de maquinaria por parte das administrações públicas, horticultores e jardineiros. No final do ano, far-se-á novo balanço.

Pesquisa

Publicidade


Vídeos mais vistos

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER
SIGA-NOS
Rua Nelson Pereira Neves, Lj 1 e 2
2670-338 Loures - Portugal
abolsamia@abolsamia.pt
T (+ 351) 219 830 130
abolsamia, 2018 © Todos os direitos reservados | Avisos Legais | Política de privacidade