Notícias

Isuzu D-Max - A leveza do ser na condução

17/12/2021

As pick-ups da Isuzu têm uma história com ponto de partida em 1963 e é muito definida por seguidores da marca que repetem a escolha no momento de trocar. Como evolução da D-Max apresentada em 2017, a mais recente versão ostenta uma revisão estética, em que a face mais visível são as modificações nos faróis e grelha, a quinagem de alguns painéis, como o taipal da caixa de carga, nova palete de cores e a integração do para-choques traseiro como elemento de continuidade da carroçaria.

Mais escondidas mas não menos importantes são as melhorias estruturais, que incluem aperfeiçoamentos na suspensão traseira e um reforço do chassis – está mais leve e foi aumentada a sua rigidez longitudinal e torsional.

Motor
É exatamente o mesmo bloco de 1,9 litros apresentado na geração anterior, com turbo de geometria variável e 164 cv de potência. Comum a todas as versões da D-Max, é muito elástico e progressivo em baixa e média rotação. Sem poços. Nota-se que o binário está disponível a baixo e médio regime e que se dá uma quebra quando se sobe muito o ponteiro das rotações. Não é perto da linha vermelha que se retira proveito deste motor e a verdade é também que não faz falta ir para lá.

 

- Veja todas as fotos da Isuzu D-Max -

 

Transmissão
Num carro em que o condutor pode recorrer a mudanças lentas, pareceu-nos que a 1ª e a marcha-atrás podiam ser mais longas. Mas, dependendo do tipo de utilização, esta característica pode também ser vista como vantajosa se o objetivo for transportar carga ou rebocar um atrelado com muita regularidade. Quanto às restantes relações, estão muito bem escalonadas. Em 6ª, os 100 km/h são alcançados às 1900 rpm e os 120 km/h às 2100 rpm.

A alavanca passa a ter um anel de bloqueio para acionar a marcha-atrás e a tração é ligada num botão de roda. O condutor pode alternar entre os modos 2H e 4H em andamento até aos 100 km/h. Já para acionar o modo 4L (lentas), deve imobilizar a viatura e carregar na embraiagem.

Direção eletricamente assistida
A Isuzu estreia na D-Max uma direção eletricamente assistida. A baixa velocidade é muito leve e vai-se tornando propositadamente mais pesada à medida que a velocidade aumenta. Em conjunto com uma suspensão que é muito confortável em todas as situações, mesmo em caminhos muito acidentados praticamente não há vibrações ou safanões a serem transferidos da estrada para o volante.

Vivência no habitáculo
Está bem insonorizado, apresenta uma estética mais cuidada e é muito espaçoso. Nesta versão sem acabamentos em pele, o tablier, o volante e a manete das mudanças são de um plástico lavável e os bancos são de um tecido simples e apropriado a um carro de trabalho. Os dois da frente são aquecidos.

O desalinhamento nos encaixes de alguns plásticos ou a falta de espelho na pala de sol direita são detalhes que podiam ser melhorados. Em contrapartida tem pegas de suporte em todos os lugares e bem posicionadas, bem como vários espaços de arrumação. Para o condutor os ajustes disponíveis (banco, volante e altura do cinto) são abundantes e facilitam o encontro de uma posição de condução ao agrado. Como na cabine existe espaço de sobra, sobretudo devido à zona dos lugares traseiros sobejamente ampla, dá vontade de trocar algum desse espaço por mais uns centímetros de caixa de carga. Esta apresenta 1435 mm de comprimento mas se tivesse mais 12 a 14 cm daria muito jeito e pouco se perderia na cabine. 

Destacamos o pormenor positivo de a climatização ser controlada através de comandos manuais, a mostrar que quando as coisas já são práticas e funcionam bem não é preciso complicá-las. Os passageiros têm à sua disposição entradas USB atrás e à frente e saídas de ar condicionado também atrás.

Sistemas de ajuda à condução

Não é por acaso que a D-Max atual é a primeira pick-up a ser classificada com a pontuação máxima de 5 estrelas pelo Euro NCAP. Para além dos testes de colisão frontal e lateral, aquele organismo avalia também os sistemas de assistência à condução existentes nos veículos. Destacamos as tecnologias principais que a esse nível equipam a unidade ensaiada, embora a lista de possibilidades oferecida pela marca seja ainda mais extensa.

Assistência ao arranque em subidas
Mantém os travões ativados durante dois segundos, para que a pick-up continue imobilizada enquanto o condutor passa o pé do travão para o acelerador.

Assistência em descidas
Controla os travões com a finalidade de manter uma velocidade baixa e constante em descidas íngremes. Liga-se através de um botão, sendo acionado apenas se a velocidade for inferior a 30 km/h, se o condutor não estiver a pisar o acelerador e se o bloqueio do diferencial não estiver ligado.

Aviso de colisão dianteira
Uma câmara estéreo situada junto ao retrovisor central determina se a viatura está em risco de colidir com um peão, um ciclista, um veículo ou outro obstáculo à sua frente. É emitido um aviso luminoso vermelho junto ao para-brisas, acompanhado de um sinal sonoro.

Travagem autónoma de emergência
Se o condutor não reagir aos avisos, é aplicada uma travagem de emergência.

Aviso de fadiga
Se forem detetados movimentos serpenteantes na condução, são ativados os avisos luminoso e sonoro de alerta.  

Assistência à manutenção na faixa de rodagem
Num intervalo de velocidade entre 60 e 130 km/h, quando as linhas de marcação da estrada são pisadas ou transpostas, o sistema intervém sobre a direção com o objetivo de manter a viatura na faixa de rodagem. 

Espelhos com sensor de ângulo morto
Identificam a presença de outros veículos nas laterais. Acende-se uma luz enquanto o veículo estiver dentro da zona de deteção.

Reconhecimento de sinais
O sistema reconhece os sinais de trânsito e exibe-os no painel de instrumentos.

Luzes de máximos automáticas
O sistema alterna as luzes entre médios e máximos em função da leitura que faz da intensidade dos faróis dos outros veículos e da iluminação da via pública.

Preço
No mercado português, a versão testada tem um PVP de 30.325 Eur + IVA.
O preço final com IVA e incluindo despesas de transporte e documentação fica nos 38.465 Eur.

 

- Leia mais -

Pesquisa

Vídeos mais vistos