Notícias

Empresas

Entreposto assenta raízes em Almeirim

23/07/2022

A trabalhar há perto de um ano – já serviram de apoio na preparação da Agroglobal de setembro de 2021 – as novas instalações em Almeirim permitem ao Entreposto Máquinas apostar num serviço em que os próprios funcionários da empresa fazem o apoio, técnico e administrativo, aos agricultores do distrito de Santarém, ao invés de optar por ter um concessionário na zona. Na inauguração oficial, feita a 2 de julho, apoiada pelas equipas de marketing, comercial e da direção, Carlos Domingues, gestor de produto e vendas da Case IH, salientou o facto de que, “mais do que as vendas, é cada vez mais importante ter um forte apoio técnico e os serviços oficinais estarem próximos dos clientes bem como apostar nas ferramentas que respondem às suas necessidades.” Por isso, esta aposta está a ter o retorno pretendido e responde bem à necessidade do cliente. “Termos percebido que o Entreposto Máquinas, com o produto profissional e premium da Case IH, precisava do contacto de proximidade com os clientes desta região, que são profissionais ao nível da produção de vinho, cereais, tomate e outros, foi ótimo”, explica, focando depois o discurso num serviço que a Case IH já proporciona ao cliente e que, diz, exige um reforço em virtude de contarem com este novo perfil de instalações. “Temos de dar cada vez mais ênfase às ferramentas que a Case IH tem adequadas à agricultura de precisão e fazer passar a mensagem aos agricultores da otimização de tempo e recursos que estas permitem. Autoguiamentos, em que os tratores repetem tarefas com uma precisão incrível, mapeamentos com registo de produção ou de adubos e fertilizantes”.

 


Questionado sobre a aceitação deste tipo de tecnologia, o gestor de produto e vendas vê dois comportamentos: “Há alguns agricultores muito atentos a esta tecnologia e há outros que ainda mostram renitência a experimentar algo novo. A Case IH, tal como outras marcas, tem uma rede de sinal RTK que é estável e custa aproximadamente 1.000 euros+IVA a 3 anos, com cobertura total na Península Ibérica, para os tratores fazerem trabalhos de alta precisão. Em Portugal há uma rede grátis de sinal aberto RTK mas tem o senão de poder ser desconectada em certas situações, impedindo o trabalho de precisão dos tratores nesses dias. Além de alfaias e máquinas, queremos ser reconhecidos por sermos especialistas e termos uma boa prestação de serviços no que diz respeito à agricultura de precisão.”


Num dia marcado pelo convívio com clientes, Carlos Domingues fez “um balanço muito positivo” ao primeiro ano das instalações e revelou que este modelo será replicado, para já, no Alentejo: “Já temos assistência autorizada da Case IH em Évora e um comercial contratado para cobrir a zona. A próxima experiência será no Oeste, entre Torres Vedras e Alcobaça.”

 

Aposta sólida na gama de compactos
O Entreposto Máquinas faz também em Almeirim uma aposta sólida na sua gama de tractores compactos, sendo a Branson uma solução para uma gama mais ampla e variada. “Tendo em conta as culturas relevantes neste distrito, os compactos têm margem de progressão”, disse Cristina Vicente, gestora da marca. Em Almeirim, o Entreposto vende e assiste várias marcas. “Nas máquinas industriais, temos a divisão industrial da Case e na movimentação de cargas há a TCM e, em complemento, a Hyundai. Nas alfaias, a nossa bandeira é a Nardi, e comercializamos marcas portuguesas, caso da Joper. Também trabalhamos com marcas de carregadores frontais, como a López Garrido, mesmo tendo os próprios da Case ligados à marca francesa MX”, disse Carlos Domingues.

 

-ler-mais-

Pesquisa

Vídeos mais vistos