Notícias

Empresas

Agrimiranda compra fabricante de alfaias JAR

23/07/2022

A Agrimiranda, reconhecida especialista na área da pulverização, onde conta com mais de 20 anos de experiência, quer no fornecimento de peças e equipamentos, quer no aconselhamento técnico ao agricultor, trouxe à Feira uma gama bastante alargada de equipamentos. Além da sua representada há 13 anos, Geo, marca italiana com oferta de destroçadores, bio-trituradores e corta-matos, e dos distribuidores de adubo centrífugos de fabrico próprio, o principal destaque foi a vasta gama de alfaias da JAR.

JAR: comprada e melhorada
Tal como explicado à revista abolsamia por Luis Samuel, e João Miranda, gerentes da Agrimiranda, a incorporação do fabricante de Lourinhã foi um “passo natural” e, agora, a ideia é fazer crescer a marca dentro e fora do país. “A Agrimiranda representava 50% das vendas da JAR. Quando surgiu a possibilidade de adquirir a empresa, e sendo um fornecedor importante para nós, decidimos avançar”, explicou Samuel Miranda. Fernando Santos e António Calçada transitam da anterior gestão da JAR, passam a ser sócios e continuarão responsáveis por toda a produção, ficando a Agrimiranda com a comercialização. “A JAR continuará responsável pelo fabrico e a Agrimiranda por toda a comercialização, distribuição e pós-venda. Queremos fazer crescer a rede de distribuição de norte a sul do país e, inclusivamente, iniciar a exportação para mercados externos, nomeadamente o espanhol já no próximo ano”, referiu Samuel Miranda.

Relativamente aos equipamentos disponibilizados pela JAR, o projeto imediato passa por uma melhoria qualitativa. “A ideia é alargar a gama de produto da empresa, fazendo também uma requalificação do produto que se traduzirá num aumento de qualidade. Este foi o feedback que nos foi dado pelos clientes em relação às necessidades imediatas da marca e é por aí que iniciaremos os trabalhos”, disse Samuel Miranda. Esta requalificação, acrescenta João Miranda, gerente administrativo, insere-se na visão da Agrimiranda que “procura trazer novas soluções para o agricultor, encontrando produtos novos e atuais que respondam às suas necessidades”.
Analisando os primeiros meses de trabalho após a aquisição, Samuel Miranda refere os desafios por que têm passado. “Os primeiros meses do ano foram bons. Os próximos causam-nos alguma apreensão. Passando a ser fabricantes, temos visto aumentos diários da matéria-prima e que estão a chegar a níveis incomportáveis. Temos feito o esforço de não refletir os aumentos de custos nos preços ao cliente”.

Agrimiranda
Fundada em 2 de outubro de 1998 por Luís e Lurdes Miranda, marido e mulher, e pelo filho Samuel, a empresa começou por se focar sobretudo na comercialização de peças e equipamentos para pulverização, através da representação da marca Tomix no Ribatejo, e distritos de Setúbal e parte do de Leiria. Em 2003 a empresa abre instalações na EN nº8 (Cintrão) / Bombarral, onde passa a contar com um armazém de 300 m2 e melhores condições, que permitiram novo impulso negocial e a representação, pouco tempo depois, de marcas como a Joper, a JAR, e da italiana Geo. Em 2017 as instalações são remodeladas, é criado um novo armazém, Em 2009 junta-se à empresa João Miranda, filho mais novo dos sócios-gerentes. Em dezembro de 2021, a Agrimiranda, adquire a JAR.

 

-ler-mais-

Pesquisa

Vídeos mais vistos